Publicado por: numerobis | 2006-02-07

RE: “Apple: O lado mau do sucesso”

Exmo. Sr. Paulo Querido

Exmo. Sr. Vitor Rainho

Foi com alguma perplexidade e tristeza que li o texto escrito por Paulo Querido, na Unica de 20 de Janeiro, intitulado “Apple: O lado mau do sucesso”. Desde confusão entre o que são produtos, serviços e marcas, até mesmo o incentivo à ilegalidade, passando por graves erros técnicos, encontrei de tudo um pouco ao longo da leitura deste artigo. Envio assim este e-mail, com uma análise ao referido artigo, realçando as incorrecções mais graves que encontrei, na esperança do seu autor publicar um novo artigo que esclareça os seus leitores.

No primeiro parágrafo pode ler-se “A loja de musica ”online” que ancora o iPod, a iTunes, (…)”. O iTunes é efectivamente o nome do software de leitura, gestão e compra de música que a Apple disponibiliza para download e instalação em computadores que corram o Mac OS X ou o MS Windows. O nome correcto da loja é a iTunes Music Store. Na frase seguinte, encontra-se a expressao “Este duplo êxito da Macintosh (…)”. Macintosh e’ a linha de computadores da Apple, nao é nenhuma empresa. Nao faz sentido dizer “a Macintosh” neste contexto.

Mais à frente, quando se fala da substituição dos CPUs PowerPC pelos Intel, existe uma série de incorrecções graves:

– Diz o sr. Paulo Querido que o novo processador foi “produzido propositadamente pela Intel – e naturalmente compatível com os Pentium”. Ora, o chip nao foi produzido propositadamente pela Intel para ser utilizado pela Apple, é apenas a evolução natural da linha de CPUs da empresa. Mesmo antes da Apple mostrar os seus novos Macs com CPU Intel, já pelo menos um fabricante de PCs tinha anunciado notebooks com o mesmo CPU. Alem disso a expressão “compatível com os Pentium” nao é completamente correcta, dado que fica a ideia que o novo chip é algo totalmente diferente, e que tem como característica a compatibilidade com a linha Pentium. O que realmente se passa é que o processador é apenas mais um na linha x86 – e, naturalmente, compatível com todos os anteriores, tal como a Intel já nos habituou.

– O parágrafo que se segue é o de maior gravidade do artigo. Consta nele que “Em termos práticos, isto significa a abertura instantânea do colossal mercado dos PCs domésticos à Apple. (…) a partir da mudança é possível comprar qualquer PC e instalar o Mac OS X. Ou até instalá-lo no actual computador, substituindo o Windows.” Qualquer pesquisa em sites da especialidade, assim como da EULA da Apple, mostra que o sr. Paulo Querido descreve, com a maior das leviandades, algo que não só é tecnicamente muito complicado, como, pior que tudo, ilegal. O Mac OS X pode ser executado apenas em máquinas Apple. Em termos legais, a EULA é claríssima nesse aspecto, não deixando margem para dúvidas. Em termos técnicos, a Apple implementou uma série de mecanismos de protecção que impedem a execução do sistema em qualquer máquina não-Apple. Existem maneiras de os contornar, mas são tudo menos triviais, e geralmente quebram sempre que sai um update de sistema. Acho gravissimo uma publicação de renome como o Expresso publicar um artigo com uma incorrecção tão grosseira como esta, podendo mesmo ter levado leitores a adquirir o Mac OS X ou, pior ainda, um PC novo de modo a poder correr o sistema da Apple.

– Pouco depois diz-se que “A grande maioria [dos utilizadores actuais de Mac] estava descontente com o facto de o mais potente Mac da actualidade ter um desempenho equivalente à geração anterior de Pentium”, seguido de um desabafo de um designer, cujo conhecimento tecnico é, no minimo, uma incógnita. Uma pesquisa, mesmo que superficial, aos sites de Internet com testes já realizados a Macs com CPU Intel leva a concluir que isto é, de facto, falso. Mesmo comparando com um PowerMac com dois cores G5, a esmagadora maioria das tarefas testadas sao mais lentas no Mac Intel do que nesse PowerMac. Se compararmos, de facto, com “o mais potente Mac da actualidade”, o Quad G5 (4 Cores G5), aí nao ha sequer margem para duvidas. Mais uma afirmação escrita com demasiada leviandade pelo sr. Paulo Querido, que constitui uma incorrecção que eu não esperava ver num artigo de um jornal como o Expresso. Acrescento ainda que a característica mais realçada pela própria Intel em relação a este CPU é, não a velocidade, mas a relação “Power per watt”, ou seja, a relação entre o consumo e a performance obtida. Nesse campo, segundo testes feitos por sites e empresas de renome, o CPU da Intel bate todos os records. Em velocidade, isso nao e’ verdade.

– Pode encontrar-se mais uma incorrecção na frase “A substituição do G5 pelo Intel Core Duo ocorrerá em todas as linhas da Apple e será rápida.” Incorrecções essas que se devem ao facto de algumas linhas actuais da Apple (Mac mini e iBook) utilizarem o CPU G4, e não G5, e também à enorme probabilidade dessas mesmas linhas virem a usar o Intel Core Solo, e nao o Duo, dado serem as linhas de entrada de gama.

Quanto ao resto do artigo, em que se descreve o fenómeno da massificação da Apple ter como consequência a redução do nível de segurança do sistema, desculpar-me-á o Paulo Querido, mas não passa de pura e simples especulação. E explico-lhe porquê:

– A segurança depende fundamentalmente da qualidade do produto, e não da sua popularidade. O Mac OS X, após a instalação, tem todos os serviços de rede fechados, sendo, de facto, invulnerável a ataques pela rede. Este é apenas um exemplo. Existem outros, que me vou escusar a descrever. Compare isto com o Windows, em que, imediatamente após a instalação do sistema (com o CD oficial da Microsoft) o computador pode ficar imediatamente contaminado, no caso de estar ligado a uma rede onde existem outras máquinas infectadas. Não, não é especulação, já vi acontecer, e sei que já aconteceu a colegas de profissão que, inadvertidamente, se esqueceram de desligar o cabo de rede durante a instalação – algo que, no mundo Mac, considera-se patético. E isto não tem nada a ver com a popularidade – é praticamente impossível atacar um sistema operativo pela rede que tenha todos os serviços fechados. A única possibilidade é encontrar uma vulnerabilidade no stack TCP/IP, coisa que, dada a herança de BSD do Mac OS X, é muito pouco provável que aconteça.

– No caso de ainda não estar convencido, dou-lhe um exemplo concreto que deita abaixo por completo a sua teoria. O servidor web apache, open source, incluindo na maioria dos sistemas UNIX (incluindo o Mac OS X) é o mais utilizado na Internet, com uma quota de mais de 50%. No entanto, o número de vulnerabilidades e furos de segurança é consideravelmente inferior aos do IIS da Microsoft, que tem uma quota de mercado bem mais reduzida.

Termino assim, apelando para que o sr. Paulo Querido se informe, de forma mais aprofundada, sobre os temas que expõe, assim como ao sentido crítico e mesmo de responsabilidade jornalística dos editores do Expresso, que não devem deixar artigos deste calibre mancharem a boa imagem que o Expresso tem junto do público Português.

Com os melhores cumprimentos

Miguel Arroz

PS: Enviei este e-mail directamente para o endereço electrónico do Paulo Querido, assim como para o endereço cartas@mail.expresso.pt, dado ser o único endereço de e-mail do Expresso que encontrei. A intenção original não era ver o seu conteúdo publicado na secção Cartas, mas sim re-encaminhado para os seus destinatários. No entanto, se pretenderem publicar, têm a minha autorização para tal. Este e-mail será também enviado para a mail-list de utilizadores Apple portugueses (que conta com 3241 subscritores neste momento) e colocada no meu web-site.

Publicado por: numerobis | 2006-02-02

iTheater

iTheater

iTheater Release Candidate 1
January 31st 2006

Yes, after a few delay’s and development problems we are proud to announce the release of iTheater Release Candidate 1.
We promised that we would release iTheater Release Candidate 1 on January 31st 2006, whether we were satisfied with the current stage of development or not, and we are sticking to that promise.

Admittedly, we are not as far along as we had hoped to be due to some problems with the Video and Music features, which we have unfortunatly not been able to fully sort out in time, but these issues will be resolved come the release of Release Candidate 2.

We are pretty sure some of you will have expected us to be a bit further along but due to the problems mentioned above, it has been unavoidable, so please, no posts about whats missing or unfinished 😉

Anyway, we won’t bore you with pages of details, so download and enjoy! (readme included)

– The iTheater Team

Publicado por: numerobis | 2006-02-02

iSync© plugins

Compatible mobile phones with the free iSync© plugins

MOTOROLA : V3C V3i V3x* E1000 V188 SLVR C350
NOKIA : N70 N71* N80* N90 N91* N92* E60* E61* 9300 9500
SIEMENS : M75* S75 SL75 SK65 SP65 S65 S6V S66 S68* S88* EF81*
SONYERICSON : W550i W900i

iSync
iSync
compatible devices

Publicado por: numerobis | 2006-01-27

Photo Desktop

PhotoDesktop

Polaroids sobre a mesa.

Publicado por: numerobis | 2006-01-27

SiteSucker

SiteSucker

Download de sítios.

Publicado por: numerobis | 2006-01-27

FireAnt

FireAnt

Uma outra aplicação para gerir podcasts http://e%20video.

Mas continuo a dar preferência ao iTunes.

Publicado por: numerobis | 2006-01-20

MacBook sem modem 56Kbps [um horror]

> Alguém s esqueceu de quando a drive de disquetes morreu nos Macs…
>
> João Lúcio
> www.iclub.com.pt

Já poucas pessoas se lembram… Praticamente só tu, eu e o Souto Moura! ; )

Publicado por: numerobis | 2006-01-20

Undercover: Mac anti-theft software

undercover

Essentially, this software runs in the background on your Mac and periodically pings an Undercover Recovery Center. In the event of a stolen Mac, you can contact the center and they can kick the software into gear, collecting IP information and, interestingly, screenshots of what’s happening on your stolen Mac.

Undercover

Publicado por: numerobis | 2006-01-11

Intel Core Duo

MacBook Pro

Wath’s an Intel chip
doing in a Mac?

A whole lot more
than it’s ever done
in a PC !

MacBook Pro
iMac

Publicado por: numerobis | 2006-01-06

New York Times: Windows Vista (realmente) imita Mac OS X

“Se pareço estar dizendo ‘roubado da Apple’, você está certo”

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias